Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Cólica renal

 

A cólica renal apresenta-se habitualmente como uma dor intensa na metade inferior das costas, na cintura ou nas costelas.

 

Aparece subitamente, não é uma dor contínua, aumentando e diminuindo em intervalos de tempo variáveis (designada por dor tipo cólica) e não melhora com o repouso. Pode acompanhar-se dos seguintes sinais ou sintomas:

 

  • Vontade de urinar com maior frequência.
  • Ardor ao urinar.
  • Náuseas e vómitos.
  • Urina com sangue ou mau cheiro.
  • Dor nos genitais.

 

A cólica renal deve-se à descida de uma pedra ou areia pelas vias urinárias. As pedras, também chamadas cálculos, são formadas no rim a partir das substâncias minerais que aí são filtradas: as mais frequentes são as de cálcio, seguidas pelas de ácido úrico.

 

Se forem de dimensões muito pequenas, tipo areia, são expulsas juntamente com a urina praticamente sem dar sintomas; se forem de maior tamanho contactam com as paredes dos canais que constituem as vias urinárias (uretero) dando origem ao aparecimento de uma cólica.

 

Na maioria das ocasiões a pedra ou areia é expulsa espontaneamente; nos casos em que tal não acontece é necessário recorrer a uma máquina que produz ondas de choque (chamada litotrícia) ou proceder à sua extração cirurgicamente através de um tubo introduzido pela via urinária.

 

Se as cólicas forem de repetição é necessário investigar a origem dos cálculos pelo que o seu médico poderá solicitar análises de sangue e urina, radiografias ou ecografias, por forma a localizar a pedra e a determinar a sua composição.

 

Cólica renal

 

 

O que deve fazer?

 

  • Se a dor for intensa procure ajuda médica com urgência.
  • Em qualquer caso procure sempre diminuir a dor com algum medicamento analgésico ou anti-inflamatório que já conheça.
  • Procure a posição em que se sinta melhor e aplique calor local, de preferência calor húmido e se possível tome um banho quente.
  • Urine para um recipiente ou filtre a urina através de uma gaze para tentar recolher o cálculo e confirmar que o expulsou e, se possível analisá-lo.
  • A cólica termina com a expulsão da pedra.
  • Para prevenir a formação de uma nova pedra beba água com abundância, pelo menos 2 a 3 l diários no caso de perder mais líquidos devido ao calor, trabalho ou exercício.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se apesar do tratamento médico, da posição e do calor local a dor não diminuir ou aumentar.
  • Se estiver grávida, tiver apenas um rim funcionante ou alguma doença debilitante deverá dirigir-se à urgência.
  • Se aparecer febre ou deixar de urinar não adie a consulta com o seu médico e dirija-se à urgência.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.