Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Dor no Cotovelo

 

Às vezes aparece uma dor no cotovelo sem que aparentemente tenha havido um traumatismo.

 

A causa mais frequente é a utilização de ferramentas manuais (chaves de fendas, afiar facas, pintar com pincel ou remover massa de alvenaria durante muitas horas seguidas).

 

Também ocorre em pessoas que jogam ténis e golfe. Uma má posição ao computador e carregar muito peso em sacos de compras também produzem esta dor com frequência.

 

Dor no Cotovelo

Dor no Cotovelo

 

 

O que deve fazer?

 

  • Quando notar pela primeira vez dor, aplique gelo. O gelo deve ser envolvido num pano e aplicado durante 15 minutos 3 a 4 vezes por dia durante 2 ou 3 dias.
  • Não mexa o cotovelo durante pelo menos 2 a 3 dias. Faz bem suspender o braço com um lenço de modo a imobilizá-lo, com a mão ao nível do ombro do braço são.
  • Passados 3 dias comece a esticar suavemente o cotovelo afetado com a outra mão.
  • Tome os medicamentos receitados pelo seu médico.

 

Dor no Cotovelo

Dor no Cotovelo

 

Evite

 

  • Fazer força com o braço que dói.
  • Realizar atividades que provocaram a dor durante algumas semanas.

 

Para que não volte a acontecer

 

  • Mude de tarefa no trabalho a cada hora. Melhore a sua técnica no desporto.
  • Aproveite os intervalos para fazer alongamentos. Para relaxar o cotovelo, coloque o braço dorido apoiado em cima da cabeça, como se quisesse tocar na outra orelha.
  • Faça exercícios de alongamento e fortalecimento antes do trabalho, mas só se não tiver dor ao fazê-los.
  • Com o braço são puxe o outro braço suavemente.
  • Uma vez o braço esticado, dobre de seguida o punho. Mova o punho para cima e para baixo.
  • Às vezes pode ajudar uma ligadura elástica.

 

 

Quando deve consultar o seu médico de família?

 

  • Se a dor no cotovelo o impedir de fazer a sua vida normal.
  • Se o cotovelo ficar inchado, vermelho ou aparecer febre.
  • Se lhe doerem os dois cotovelos simultaneamente.
  • Se não melhorar com o tratamento no prazo de tempo que o seu médico lhe indicou.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.