Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

O que fazer em caso de febre

 

A febre é uma elevação da temperatura corporal. A causa mais frequente de febre é a infeção.

 

A temperatura corporal varia ao longo do dia e segundo o local do corpo em que é medida. Há febre quando a temperatura, medida na axila, é superior a 37,2 / 37,5º C, ou mais meio grau, se é medida no reto.

 

A febre pode acompanhar-se de ruborização da pele, suor e calafrios. Para medir a temperatura já não são aconselhados os termómetros de mercúrio, porque se se partem podem contaminar o meio ambiente.

 

O que fazer em caso de febre

 

 

O que deve fazer?

  • Se pensa que tem febre, a primeira coisa a fazer é medir a temperatura corporal, de preferência na axila, ou, no caso de se tratar de uma criança pequena, no reto. Se se confirmar que tem febre, deve fazer o seguinte:
    • Beber muita água e evitar agasalhar-se demasiado;
    • Nas crianças, para evitar uma subida excessiva da temperatura, pode ser aconselhável despi-los, sobretudo se tiverem menos de 6 anos. Se isto não for suficiente para controlar a temperatura, pode-se dar banho em água tépida (não os deixar sozinhos no banho!);
    • Se a temperatura for superior a 38º C na axila e 38,5º C no reto, pode-se tomar um antipirético que tenha sido aconselhado anteriormente pelo médico;
    • Os antipiréticos mais usados são: o paracetamol e o ibuprofeno. Não se recomenda a utilização de ácido acetilsalicílico (Aspirina®) em crianças com menos de 16 anos, uma vez que o seu uso pode associar-se a uma patologia denominada Síndrome de Reye, que ocorre raramente, mas que pode ser muito grave;
    • Lembre-se que a febre é um sintoma, não é uma doença e o mais importante é saber qual o motivo que a produz;
    • Não usar antibióticos sem serem indicados pelo médico.

 

O que fazer em caso de febre

Antipiréticos

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Lembre-se que é mais importante o bom estado geral do que a temperatura: se tem mau estado geral ou falta de ar, consulte o médico;
  • Se a febre tem mais de 72 h de duração, sem causa conhecida;
  • Se tem alguma doença crónica que favoreça a infeção;
  • Na criança, se  <3 meses, se a temperatura é >40º C ou se chora e é difícil de consolar, consultar o médico; Deve também consultá-lo se a criança está muito irritada, sonolenta ou confusa, se vomita repetidamente ou se tem dor de cabeça intensa ou aparecem pintas ou manchas avermelhadas na pele;
  • Uma subida ou descida rápidas da temperatura podem provocar convulsões em crianças  5 anos. São as chamadas convulsões febris. Apesar de muito alarmantes, duram menos de 5 minutos e cessam espontaneamente sem complicações;
  • Se o seu filho tiver uma crise convulsiva, coloque-o de lado, evite que se magoe com objetos próximos e que se engasge com alimentos. Desaperte a roupa. Se não cessar em 5 minutos, consulte o médico.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.