Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Perdas de urina na mulher

 

As perdas de urina (incontinência urinária) na mulher são um problema muito frequente, que deve ser investigado e que pode melhorar com tratamento correto e medidas higiénicas adequadas.

 

A incontinência urinária persistente pode ser de diferentes tipos.

 

A mais frequente é a de esforço, que aparece com a tosse, o espirrar ou o levantar de pesos. Na incontinência urinária de urgência a vontade de urinar aparece repentinamente e não se consegue reter a urina até que se chegue a uma casa-de-banho. Se ocorrerem sintomas de ambos os tipos ela é designada por incontinência urinária mista.

 

A incontinência urinária de esforço é devida à debilidade dos músculos em redor da bexiga: nestes casos o objetivo principal do tratamento é recuperar a força desses músculos pelo que estes devem ser exercitados.

 

A incontinência de urgência é devida a uma irritação crónica da bexiga: aqui o objetivo é re-educar o hábito de urinar.

 

Além destes existem outros fatores que agravam a incontinência. Assim é aconselhável eliminar ou controlar a obesidade, o tabagismo, a cafeína e o consumo de certos medicamentos.

 

Perdas de urina na mulher

Perdas de urina na mulher

 

 

O que deve fazer?

 

Fale com o seu médico acerca do seu problema, ele averiguará que tipo de incontinência tem.

 

A incontinência de esforço melhora com alguns exercícios:

 

  • Em primeiro lugar há que localizar os músculos que controlam a urina. Tente parar o jato urinário durante a micção sem usar os músculos das pernas ou das nádegas. Quando for capaz de o fazer terá localizado os músculos corretos.
  • Mantenha-os contraídos contando até 10, descanse 10 segundos e repita estes passos durante 10 vezes. Faça isto durante 3 a 4 vezes por dia e em diferentes posições.
  • Não desanime e não desista: por vezes os resultados demoram umas semanas a aparecer. Pense que, como todos os outros músculos, quanto mais os exercitar mais fortes eles serão. Tenha confiança em si mesma e acredite que irá atingir os seus objetivos.

 

A incontinência urinária de urgência requer a re-educação do hábito de urinar:

 

  • Urine a horas fixas: Comece por urinar hora a hora mesmo que não tenha vontade.
  • Se se mantiver seca pode aumentar o espaço de tempo sem urinar, de 15 em 15 minutos, até conseguir um intervalo em que se sinta cómoda.
  • Consuma uma quantidade de líquidos normal durante o dia (de 1,5 a 2 l) mas ingira menos líquidos durante as últimas horas do dia.

 

Se tiver excesso de peso será benéfico emagrecer.

 

Não fume.

 

Evite o café e bebidas com cafeína.

 

Informe o seu médico dos medicamentos que está a tomar.

 

Se sofrer de alguma doença crónica tente cumprir todas as recomendações e tomar a medicação necessária para a manter controlada.

 

Além destas medidas o seu médico poderá prescrever-lhe algum medicamento.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se aparecerem erupções ou comichão devidas ao contacto da urina com a pele.
  • Se notar um aumento do número de vezes que urina, se sentir dor ou comichão ou se a urina tiver mau cheiro ou for de cor vermelha.
  • Se descobrir alguma massa ou anormalidade nos seus genitais.
  • Se não tolerar a medicação.
  • Se o problema persistir apesar dos exercícios e do tratamento. Embora pouco frequente em algumas situações pode ser necessária uma cirurgia.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.