Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Refluxo Gástrico. Hérnia do Hiato

 

Quando o ácido do estômago sobe para o esófago produz uma sensação de queimadura (ardor ou pirose) do estômago para cima, chegando inclusive à garganta. O ácido do estômago é muito forte e irrita o esófago.

 

Ter um pouco de refluxo pode ser normal. Mais de 50% das mulheres grávidas têm ardor durante a gravidez. Considera-se uma doença quando o ardor aparece frequentemente.

 

Alguns medicamentos também favorecem o aparecimento de ardor.

 

A hérnia do hiato consiste numa parte do estômago subir do abdómen para o tórax, o que favorece o refluxo. Contudo, muitas pessoas têm hérnia do hiato e não têm refluxo.

 

Refluxo Gástrico. Hérnia do Hiato

 

 

O que deve fazer?

 

  • Evite comer grandes quantidades de comida. Coma mais vezes mas em pequenas quantidades.
  • Não se deite até duas a três horas depois das refeições. Se o ardor aumenta durante a noite, tente dormir com a cabeceira da cama elevada ou ponha uma almofada debaixo do colchão na cabeceira da cama, para dormir com a parte superior do corpo um pouco levantada.
  • Evite os alimentos que lhe provoquem mal-estar: chocolate, café, chá preto, álcool, bebidas gasosas, sumos de limão e laranja, pimenta e alimentos gordos.
  • Evite o exercício físico intenso se este lhe aumentar o ardor.
  • Não fume e controle o seu peso; sentir-se-á muito melhor.
  • Siga o tratamento que o seu médico lhe propuser. Este tratamento depende da intensidade e da frequência das queixas. Por vezes quando aparece o ardor é suficiente tomar anti-ácidos; noutros casos pode ser necessário fazer uma endoscopia e prescrever medicamentos do tipo ranitidina ou omeprazol, provavelmente durante toda a vida.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Quando o ardor é frequente (mais de duas vezes por semana). Não é um sintoma grave e existem tratamentos para evitá-lo.
  • Se tiver ardor como efeito secundário aos medicamentos.
  • Se não melhorou com a medicação que lhe foi indicada.
  • Se tem dificuldade em engolir, principalmente os alimentos sólidos.
  • Se tem rouquidão, afonia, tosse, sensação de aperto ou pieira no peito, principalmente à noite, ou se sente a garganta seca.
  • Se tem vómitos escuros ou sangue no vómito.
  • Se tem perda de peso ou do apetite sem uma causa explicável.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.