Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Seja prudente ao volante

 

A cada 2 minutos há um acidente de viação no mundo. Os acidentes de viação são a principal causa de morte entre os mais jovens.

 

Quase todos os acidentes de viação podem ser evitados com um pouco de prudência.

 

Seja prudente ao volante

 

 

O que deve fazer?

 

  • Controle a velocidade. O excesso de velocidade é a maior causa de acidentes. Respeitar os limites de velocidade, tanto na cidade como na estrada, é fundamental. Pense que conduzir depressa só lhe permite ganhar uns minutos, pondo em risco uma vida (ou muitas).
  • Se conduzir, não beba álcool. O álcool está presente em 50% dos acidentes de viação com vítimas mortais. O seu consumo reduz a capacidade de condução porque altera a visão, a atenção e o tempo de reação perante um imprevisto. Além disso, produz uma falsa sensação de segurança ao volante. Recorde que o limite de álcool permitido por lei é de 0,5 g/l de álcool no sangue (2 ou 3 copos) exceto em profissionais, cujo limite é mais baixo.
  • Utilize o cinto de segurança. O seu uso evita metade das mortes por acidente de viação. O cinto é obrigatório tanto na cidade como na estrada, também para os passageiros que viajam atrás. A mulher grávida deve utilizar na mesma o cinto de segurança, no entanto a banda inferior deve estar colocada o mais baixo possível, não assentando sobre o ventre. As crianças até aos 12 anos devem viajar no banco traseiro com cadeira de proteção apropriada à sua idade. Não devem seguir ao colo de um adulto.
  • Se conduz um motociclo, use o capacete. A cabeça é a zona mais frágil do condutor e acompanhante em caso de acidente. A apenas 50 km/hora o uso do capacete pode ser a diferença entre a vida e a morte.
  • Ao volante, não arrisque. Conduzir um veículo potente não implica conduzir mais depressa ou competir com outros.
  • Se não está em condições, não conduza. O sono e a fadiga diminuem os reflexos e a visão, aumentando o risco de acidente. Antes de viajar descanse adequadamente. Em viagens longas pare e descanse a cada 2 horas.
  • Não tome drogas. As drogas (cocaína, drogas sintéticas, cannabis) prejudicam a capacidade de condução e aumentam o risco de acidentes, mais ainda se associadas ao álcool.
  • Procure não fumar se conduzir; Acender um cigarro, aparar a cinza ou simplesmente o fumo podem distraí-lo.
  • Não fale ao telemóvel enquanto conduz. Falar ao telemóvel pode distrair a sua atenção, mesmo se utilizar um dispositivo mãos livres.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Alguns medicamentos (anti-histamínicos, calmantes) podem alterar a sua capacidade de conduzir. Antes de tomá-los, fale com o seu médico.
  • Algumas doenças influenciam a condução. Consulte o seu médico se tiver problemas visuais ou auditivos, se sofrer de arritmias cardíacas, se tiver tido recentemente um enfarte, se estiver a fazer diálise, se for diabético ou epilético ou se sofrer de síndrome de apneia do sono.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.