Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Doença Celíaca

 

Na doença celíaca o doente não pode ingerir glúten, mais concretamente a gliadina, uma proteína vegetal que se encontra no trigo, na aveia, no centeio e na cevada. A doença celíaca pode iniciar-se na infância, mas também pode aparecer nos adultos.

 

A ingestão de glúten nestes doentes pode provocar dor intestinal, gases ou diarreia. Também diminui a absorção de outros alimentos que são necessários, provocando perda de peso, atraso no crescimento, anemia, etc. Consegue-se controlar a doença fazendo uma dieta sem esta proteína.

 

Doença Celíaca   Doença Celíaca

 

 

O que deve fazer?

 

  • Contacte com as associações de doentes celíacos da zona onde vive. Dar-lhe-ão informação sobre alimentos, lojas, restaurantes, etc. para celíacos.
  • Cada vez que comer alguma coisa com glúten vai-lhe afetar o intestino. Se fizer corretamente a dieta sentir-se-á bem e levará uma vida normal.
  • É muito importante que a sua família colabore na sua dieta
  • Leia sempre as etiquetas dos alimentos que compra.

 

Alimentos com Glúten, que não deve tomar

 

  • Pão e farinhas de trigo, centeio, cevada e aveia. Sêmola de trigo.
  • Bolos, massas de todos os tipos, bolachas, biscoitos e pastelaria em geral.
  • Chocolates, exceto se a etiqueta indicar que não têm glúten.
  • Cerveja, malte, café de cevada, bebidas destiladas.
  • Alimentos preparados (cubos de caldo, sopas de pacote, comidas pré-cozinhadas, etc.).
  • Os ingredientes referidos nas etiquetas que podem ter glúten são: glúten, cereais, farinhas, emulsionantes modificados (E-1404, E-1410, E-1412, E-1413, E-1414, E-1422, E-1450), amidos, fécula, fibra, espessantes, sêmola, proteína, hidrolisado de proteína, malte, extrato de malte, levedura, extrato de levedura, especiarias e aromatizantes.
  • Se fizer feijões com chouriço e o chouriço tiver glúten, não pode separar o chouriço e comer os feijões.
  • Não use o azeite onde fritou alimentos com glúten.

 

Alimentos que podem ter Glúten (só os pode comer se na etiqueta disser que não levam glúten)

 

  • Charcutaria em geral (mortadela, salsichas, pastéis de presunto ou de carne).
  • Queijos fundidos, patês e conservas.
  • Doces, rebuçados e gelados. Maçapão.
  • Café e chá instantâneos.

 

Alimentos sem Glúten, pode tomá-los sem problemas

 

  • Leite e derivados: queijos normais, requeijão, nata, iogurtes naturais e de sabores (cuidado com os pedaços) e coalhada.
  • Todo o tipo de carnes e vísceras frescas, congeladas e em conservas ao natural e presunto.
  • Peixe fresco e congelado sem envolver em farinha ou pão ralado, mariscos frescos, peixes e mariscos em conserva ao natural ou em azeite.
  • Ovos.
  • Verduras, hortaliças e tubérculos. Frutas. Legumes.
  • Arroz, milho e tapioca, assim como seus derivados.
  • Açúcar e mel.
  • Azeite e manteiga.
  • Café em grão ou moído, infusões ou refrescos.
  • Todo o tipo de vinhos e bebidas espumosas.
  • Frutos secos naturais e fritos (os torrados podem ter glúten).
  • Sal, vinagre de vinho, especiarias secas ou em grão e todas as frescas.

 

Em bares e restaurantes: ter em conta que o óleo das fritadeiras pode ter sido usado para fritar croquetes e panados. As sopas podem levar farinha. Os panados, purés ou cremes de verduras podem ter pão ralado.

 

Evite comer alimentos feitos artesanalmente e os que não estão etiquetados.

 

Atenção aos medicamentos, podem ter glúten e farinhas.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se lhe foi diagnosticada a doença ou a alguém da sua família mais chegada. Neste último caso, o risco de desenvolver a doença é maior mas não quer dizer que venha a ficar com esta doença.
  • Se não melhorar com a dieta nas 2 primeiras semanas (só raramente demora mais tempo); muito provavelmente está a consumir alimentos com glúten e não dá por isso.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.