Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Dor Cervical. Cervicalgia

 

A cervicalgia é a dor no pescoço e região superior das costas. O pescoço fica rígido e dói à movimentação.

 

A principal causa é a tensão dos músculos do pescoço, que pode ser provocada por uma postura incorreta, um esforço, ou pelas preocupações que nos deixam tensos. O stress produz contração dos músculos do pescoço e dor. Além disso aumenta se você trabalhar muitas horas sem descanso ao computador ou se tiver artroses.

 

Na maioria dos casos não dura muito tempo.

 

Dor Cervical. Cervicalgia

Dor Cervical. Cervicalgia

 

 

 

O que deve fazer?

 

  • Procure fazer a sua vida normalmente. Evite os movimentos que provocam dor.
  • Aplique calor várias vezes por dia durante 20 minutos. (No banho, com um saco de água quente, ou com uma almofada elétrica).
  • Se a dor é intensa, pode tomar um medicamento para a dor, como paracetamol (500-1000 mg cada 6 a 8 horas, se necessário).
  • Após a primeira semana e se melhorar, as massagens ajudam a aliviar a dor. Comece por esticar suavemente os músculos do pescoço:
    • Mova a cabeça lentamente para cima e para baixo, como que dizendo sim, e de um lado para o outro, como que dizendo não.
    • Encolha os ombros várias vezes.
    • Coloque uma pequena bola nas costas onde doa mais e aperte-a contra a parede fazendo uma massagem suave.

 

Evite

 

  • O repouso total na cama.
  • Carregar mais de 1 Kg em cada braço.
  • Manter um colar cervical durante todo o dia ou mais de uma semana. Isso enfraquece o pescoço e atrasa a cura.

 

Para que não volte a acontecer

 

  • Procure uma almofada confortável ou tente dormir sem almofada. A almofada adequada deixa as suas costas direitas se estiver deitado de lado. É melhor escolher um colchão firme, nem duro nem mole.
  • Mude frequentemente de atividade e de posição.
  • Estique o pescoço e os ombros todos os dias. Faça-o também no trabalho.
  • Faça exercício de forma regular.
  • Tente relaxar todos os dias ao sair do trabalho.
  • Sente-se com as costas bem apoiadas.
  • No carro, use o cinto de segurança e coloque o apoio da cabeça a uma altura que o mantenha confortavelmente direito.

 

 

Quando deve consultar o seu médico de família?

 

  • Se a dor o acordar a meio da noite.
  • Se a dor persistir mais de 2 semanas.
  • Se a dor for até ao braço ou se notar a mão e o braço dormentes.
  • Se aparecer febre ou tonturas.
  • Se a dor se tiver seguido a um traumatismo ou um acidente.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.