Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Dor no Ombro

 

A causa é frequentemente um uso excessivo ou incorreto do ombro, que leva à inflamação de tendões (tendinite).

 

Pode aparecer subitamente, após um esforço, ou gradualmente em alguns dias.

 

Também pode ocorrer por desgaste no idoso ou por um traumatismo (as recomendações seguintes não contemplam esta última causa).

 

A dor aumenta ao mobilizar o ombro, mas também durante a noite, especialmente se dormir sobre o braço.

 

Se a causa não for grave, o ombro pode recuperar lentamente, sem qualquer tratamento, em 9 a 18 meses.

 

Dor no Ombro

Figura 1

 

 

O que deve fazer?

 

  • Aplique algumas vezes gelo envolvido por um pano na zona de maior dor nos dois primeiros dias. Posteriormente, aplique calor durante 20 minutos várias vezes por dia. Uma massagem suave no ombro e braço pode ajudar.
  • Use o ombro doloroso para tudo o que consiga fazer. Evite apenas os movimentos que provocam dor.
  • Se não mexe o ombro há mais de 4 semanas, este pode ficar rígido. Por isso é importante começar a mobilizar suavemente o ombro antes das 4 semanas de dor, ainda que esteja dorido, para evitar ficar rígido e não conseguir voltar a movimentá-lo.
  • Tome os medicamentos que o seu médico lhe indicou.

 

Dor no Ombro

Figura 2

 

Evite

 

  • Fazer tudo com o outro braço. Deixar o braço afetado inativo leva ao aumento da dor a longo prazo.
  • Carregar mais de 1 Kg com o braço afetado.
  • Curiosamente, nadar não faz bem.

 

Dor no Ombro

Figura 3

 

Para que não volte a acontecer

 

  • Faça exercícios com o ombro. Não fazem desaparecer a dor, mas são importantes para melhorar a mobilidade.
  • Quando passar a dor, continue a fazer os exercícios do ombro. Dez minutos todos os dias bastam para manter-se bem.
  • Aplique calor na zona afetada antes e depois do exercício durante 15 minutos.
  • Mova o braço em círculos, primeiro pequenos, depois maiores (figura 1).
  • Aperte o ombro contra a parede como se fizesse força para a derrubar. Conte até 10 e depois lentamente até chegar aos 60. Então relaxe os ombros (figura 2).
  • Levante e baixe a mão pela parede como se fosse uma aranha. A cada dia que passar suba um pouco mais alto (figura 3).
  • Páre se lhe provocar dor. Faça os exercícios que sejam menos dolorosos. Comece o quanto antes.

 

 

Quando deve consultar o seu médico de família?

 

  • Se for totalmente incapaz de utilizar o ombro.
  • Se a dor o acordar a meio da noite.
  • Se lhe doerem ambos os ombros simultaneamente.
  • Se a dor for «como um peso», se for para o pescoço, para o peito, ou se tiver tonturas.
  • Se além disso tiver febre.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.