Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Insónia

 

O sono é uma necessidade vital do corpo que varia com a idade. As crianças podem necessitar de dormir 12 a 14 horas diárias, enquanto que para os adultos 4 a 6 horas podem ser suficientes.

 

A insónia apresenta-se como dificuldade para iniciar ou manter o sono ou quando se tem a sensação de que não se dorme o suficiente.

 

Se tem insónia pode no dia seguinte sentir-se cansado, irritado ou ter dificuldades de concentração. Pode correr perigo se vai conduzir ou manobrar maquinaria.

 

A dificuldade para dormir pode dever-se a preocupações, ansiedade, alterações nas atividades diárias, consumo excessivo de álcool, cafeína ou outras drogas, medicamentos, algumas doenças, etc.

 

Insónia

 

 

O que deve fazer?

 

  • Estabeleça horários regulares para se levantar e deitar.
  • É melhor não fazer sesta ou que esta dure menos de meia hora.
  • Evite tomar café, chá ou coca-cola 6 horas antes de dormir.
  • Faça exercício físico durante o dia, mas não nas 4 horas antes de dormir.
  • Mantenha uma dieta equilibrada. Evite excessos e não consuma álcool.
  • Evite ver televisão à noite e não se deixe adormecer a ver televisão. Em seu lugar leia, escute música, etc.
  • Procure fazer sempre as mesmas coisas antes de ir dormir, como uma rotina.
  • Evite trabalhar no seu quarto, comer, beber ou ver televisão na cama; podem impedi-lo de dormir.
  • Faça exercícios de relaxamento. Se apesar disso não conseguir dormir, levante-se, faça uma atividade tranquila e volte a tentar.
  • Pode ajudá-lo escrever o que o preocupa.
  • Se recorrer ao médico e este decidir tratar a sua insónia com medicação, siga o que lhe foi indicado. Não altere o medicamento nem o prolongue no tempo sem consultá-lo primeiro. Também não pare a medicação por sua conta, já que pode piorar o nervosismo e a ansiedade, sobretudo se já a toma há muito tempo.
  • Os medicamentos para dormir podem diminuir a memória e concentração.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se apesar de seguir os conselhos indicados não melhora.
  • Se a insónia prejudica a sua qualidade de vida ou o afeta nas suas atividades básicas, no seu trabalho ou a nível pessoal ou social.
  • Se relaciona a dificuldade em dormir com a toma de algum medicamento.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.