Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Cólicas do latente

 

Nas primeiras semanas de vida é frequente os bebés terem ataques de choro sem uma causa aparente. Às vezes durante o choro o bebé dobra as pernas sobre a barriga e a pele fica vermelha. Estas crises dão-se normalmente durante a noite ou após as mamadas, e podem durar entre alguns minutos a 2-3 horas por dia. Não se acompanham de vómitos, diarreia ou febre e a observação do bebé é sempre normal. Solucionam-se espontaneamente aos 2-3 meses após o nascimento.

 

Cólicas do lactente

 

 

O que deve fazer?

 

Para prevenir as cólicas do latente

 

  • Evite que as mamadas sejam excessivas ou muito rápidas. Alimente o bebé numa zona tranquila da casa, sem ruídos.
  • Depois das mamadas ponha o bebé a arrotar.
  • Pegue o bebé com mais frequência, leve-o junto ao seu peito numa bolsa marsupial durante o dia, coloque-o ao seu colo e massaje-o no dorso. Isto não o tornará mais mimado nem mal-educado.

 

Aos Pais

 

  • Não devem preocupar-se, não estão a fazer nada que seja a causa da cólica.
  • Se puderem, tentem sair sem o bebé e distraírem-se. Procurem o apoio de familiares que possam ficar ocasionalmente com o bebé.
  • Tenham um pouco de paciência; as cólicas desaparecem quando a criança tem 3-4 meses.

 

Em caso de cólicas

 

  • Não existem medicamentos para tratar a cólica.
  • Não dê ao bebé remédios caseiros como erva-doce.
  • Sempre que suspeite que o seu bebé tem cólicas, certifique-se que não há outra causa que possa ser o motivo do choro, como fome, sede, calor, frio ou a fralda suja. Também há que descartar que tenha febre ou alguma infeção.
  • Sente-se junto ao bebé e acaricie-o suavemente. Se não se cala, pode ser necessário colocá-lo no berço e tentar acalmá-lo embalando-o e cantando-lhe uma canção.
  • Os movimentos rítmicos (por exemplo, embalá-lo no berço ou passeá-lo no carrinho) podem relaxá-lo e aliviar a crise de choro.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Sempre que precise consulte o seu médico para lhe retirar as dúvidas.
  • Se não suporta mais a situação e se encontra muito nervoso.
  • Se o bebé não ganha peso.
  • Se o choro se acompanha de outros sintomas: febre, vómitos, diarreia ou obstipação.
  • Se a dor persiste para além dos 3-4 meses de idade.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.