Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Vómitos

 

O vómito é a expulsão brusca do conteúdo do estômago pela boca. Costuma ser precedido por náuseas e dor de estômago.

 

As causas mais frequentes são as infeções do estômago e intestino por vírus (gastroenterites). Nas crianças pode acontecer em muitas outras doenças como constipações, dor de garganta, otite, etc. Em certas ocasiões podem dever-se a uma doença de maior gravidade.

 

Muitas vezes os vómitos acompanham-se de diarreia.

 

Habitualmente duram pouco tempo e desaparecem sem tratamento. Contudo, com as crianças, há que tomar precauções especiais, porque com os vómitos perdem-se água e sais corporais e a criança pode ficar desidratada, sobretudo se há diarreia e a criança é um lactente (bebé com menos de um ano).

 

Vómitos

 

 

O que deve fazer?

 

  • Não force a criança a comer. Se não tem apetite ofereça-lhe somente líquidos. A criança não deve deixar de beber para compensar as perdas pelos vómitos.
  • Para beber, utilize soros de farmácia: líquidos de hidratação oral, que contêm água e sais. Pode prepará-los em casa diluindo 1 carteira na quantidade indicada de água, que não deve estar a ferver. Sabe melhor se juntar umas gotas de limão e se estiver fresca (guarde-o no frigorífico).
  • Depois de vomitar, não lhe dê nada (nem água) durante 15 a 30 minutos. Mais tarde dê-lhe a beber pequenos golos de líquido: 1-2 colherzinhas cada 10-15 minutos. Se a criança tiver sede e lhe pedir mais, dê-lhe pequenos golos e humedeça-lhe os lábios com uma gaze molhada ou com um cubo de gelo.
  • Se não vomitar em 2-3 horas aumente a quantidade de líquido lentamente e dê-lhe o alimento que lhe apetecer em pequenas quantidades, sem forçar.
  • Inicie a alimentação com uma dieta ligeira (sopa, cozidos, sumos naturais). Evite os alimentos gordos ou com muito açúcar.
  • Se não tiver vomitado há 24 horas pode iniciar a sua alimentação normal.
  • Em crianças lactentes que vomitam a refeição completa, deve continuar a amamentação dando um só peito e reduzindo o tempo de mamar para 5-10 minutos, mas fazendo-o a cada 2 horas. Se dentro de 6-8 horas não vomitar, pode passar à amamentação normal com as duas mamas.
  • Não lhe dê medicação para os vómitos a menos que o seu médico indique.
  • Tanto a criança como o seu cuidador devem lavar bem as mãos, especialmente os dedos e as unhas. As crianças com vómitos por infeções intestinais podem contagiar outros. Evite o contacto com outras crianças enquanto tiverem vómitos.
  • Se tiver febre pode tomar paracetamol na dose aconselhada pelo seu médico.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se apresenta mais de 38o C de febre.
  • Se a criança está muito prostrada, dificilmente despertável ou irritada.
  • Se não quer beber.
  • Se tem menos de 3 meses e vomita as refeições.
  • Se tem sangue no vómito ou nas fezes.
  • Se o vómito tem aspeto de borra de café.
  • Se tem a boca seca, chora sem lágrimas ou urina pouco.
  • Se tem dor de cabeça, no pescoço ou lhe apareceram manchas no corpo.
  • Se vomita todos os líquidos, apesar de lhos dar em pequenos golos.
  • Se apresenta dor de barriga persistente.
  • Se suspeita que possa ter tomado algum produto tóxico ou medicamento.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.