Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Mononucleose infeciosa

 

A Mononucleose Infeciosa é uma patologia causada por um vírus, chamado Epstein-Barr. Este vírus encontra-se na saliva e na secreção nasal. Afeta sobretudo crianças e jovens. Transmite-se de pessoa para pessoa através da tosse ou do beijo, pelo que também é conhecida como «Doença do Beijo».

 

Os sintomas relacionados com a Mononucleose são febre, dor de garganta, amigdalite, dor de cabeça, aparecimento de gânglios no pescoço e cansaço. Às vezes, o fígado e o baço aumentam de tamanho. A Mononucleose pode durar entre 1 e 4 semanas.

 

Se o seu médico pensa que tem uma Mononucleose Infeciosa, pode pedir-lhe análises sanguíneas, porque assim pode confirmar o diagnóstico desta doença.

 

Não existe vacina contra a Mononucleose.

 

Mononucleose infeciosa

 

 

O que deve fazer?

 

  • A Mononucleose é uma infeção que deve seguir o seu curso até à cura, que acontece ao fim de 2 a 3 semanas. Não há nenhum medicamento que sirva para curá-la, mas pode tomar Paracetamol ou Ibuprofeno para melhorar os sintomas que esta infeção produz. Os antibióticos não são úteis, já que esta é uma infeção produzida por vírus;
  • Deverá repousar e evitar fazer desporto;
  • Não é necessário o isolamento das pessoas doentes para evitar o contágio.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • A Mononucleose pode assemelhar-se a outras infeções que atingem a garganta e que podem ser tratadas com antibióticos, como as amigdalites. Se lhe receitaram um antibiótico para a amigdalite e se apercebe que não melhora ou suspeita que tem os gânglios inflamados, porque apalpa altos no pescoço, deve consultar o seu médico de família;
  • No caso de notar indisposição/mal-estar abdominal (esta doença pode inflamar o fígado e o baço).

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.