Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Perturbações da Menstruação. Dismenorreia

 

Chama-se dismenorreia às menstruações dolorosas. É um problema frequente da mulher, de carácter ligeiro na maioria dos casos. A dor surge na região inferior do abdómen, dorso e coxas. Começa com a hemorragia ou algumas horas antes, é maior à medida que esta aumenta e depois vai desaparecendo. Pode acompanhar-se de náuseas, vómitos, dores de cabeça, obstipação ou diarreia.

 

Há dois tipos de dismenorreia. A primeira, a mais frequente, surge devido à própria contração do útero. É comum entre os 14 e os 25 anos. Aparece com as primeiras menstruações e melhora com o passar do tempo. Em alguns casos desaparece após a primeira gravidez. O outro tipo é a dismenorreia secundária, que surge quando existem alterações ginecológicas.

 

A metrorragia é a hemorragia uterina que surge de forma irregular entre os períodos menstruais. É importante assegurar-se que a hemorragia é proveniente da vagina e não do reto ou da urina.

 

A hemorragia vaginal pode ser preocupante nas mulheres após a menopausa e nas grávidas.

 

É conveniente registar o número de pensos higiénicos utilizados num dado período de tempo com a finalidade de determinar o volume da hemorragia.

 

Se está perto da idade da menopausa as irregularidades dos ciclos menstruais são habituais antes do desaparecimento da menstruação.

 

Na adolescente que começa a menstruar, as irregularidades são frequentes, alternando meses sem menstruação com outros com hemorragia mais abundante. Habitualmente normaliza após os primeiros 6 meses, apesar de em alguns casos serem precisos até 2 anos.

 

Quando ocorre na fase fértil da vida, é importante determinar se se trata de um episódio isolado ou de repetição.

 

Os episódios isolados podem dever-se a mudanças de horário, viagens, ou mesmo a situações de stress. A utilização de medicamentos que contêm hormonas ou que impedem a coagulação do sangue (Varfine®, Sintrom®) tornam as hemorragias mais abundantes e frequentes fora da menstruação normal. As mulheres que têm DIU frequentemente têm menstruações mais abundantes e duradouras.

 

Perturbações da menstruação. Dismenorreia

 

 

O que deve fazer?

 

Dismenorreia

 

  • Coloque pachos quentes na região abdominal onde tem queixas. Um cobertor ou banhos com água tépida podem ser úteis.
  • Procure uma posição cómoda, por exemplo deitada de lado com as pernas dobradas.
  • Realize exercício suave como passear, nadar ou andar de bicicleta. O repouso prolongado piora as queixas.
  • Alguns medicamentos, como o ibuprofeno e o naproxeno, melhoram as dores.

 

Alterações Menstruais

 

  • Se toma anticoncecionais, assegure-se de que os toma corretamente.
  • Se tem DIU e as hemorragias persistem, provavelmente deverá retirá-lo e procurar outro método anticoncecional.
  • Se a causa é o stress ou a ansiedade, esteja consciente disso e tente resolver a situação quanto antes.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

Dismenorreia

 

  • Quando a dor tem duração superior à da hemorragia.
  • Se tem as mesmas dores entre as menstruações.
  • Se iniciar dismenorreia depois dos 25 anos.
  • Se se acompanha de dor durante as relações sexuais.
  • Se não melhora com as medidas anteriores.

 

Aletrações Menstruais

 

  • Se está grávida.
  • Sempre que tenha hemorragias de repetição fora do seu ciclo normal.
  • Se tem hemorragia menstrual depois de estabelecida a menopausa.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.