Pesquisa

COVID-19

 

 

COVID-19

 

 

Centro de Vacinação COVID-19

(exclusivo a utentes do ACeS Porto Ocidental)

 

 

Vacina COVID-19

 

Espere até ser contactado. O processo de vacinação irá decorrer ao longo do ano de 2021.

 

  • Toda a população Portuguesa poderá ser vacinada.
  • O Plano Nacional de Vacinação para COVID está  a ser implementado pelo Ministério de Saúde, sendo que a informação de que dispomos nesta fase é a de que os utentes serão convidados para a vacina de acordo com os seus fatores de risco e por fases.
  • O plano de vacinação  pode sofrer alterações em função da evolução do conhecimento científico.
  • Não haverá necessidade de se inscrever em lista de espera na Unidade de Saúde onde está inscrito.
  • Não é possível pedir a marcação da sua vacina para a COVID-19. Será contactado pelo Serviço Nacional de Saúde para esse efeito. Agradecemos que aguarde e não contacte o SNS 24 por este motivo.
  • Se é utente de risco que pertence a algum dos grupos designados pelo Ministério da Saúde como prioritário atualize os seus contactos para o e-mail  da sua Unidade de Saúde.

 

Estratégia de vacinação será a seguinte:

 

 

Fase 1

 

  • A partir de dezembro de 2020:
    • Profissionais de saúde envolvidos na prestação de cuidados a doentes
    • Profissionais das forças armadas, forças de segurança e serviços críticos
    • Profissionais e residentes em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) e instituições similares
    • Profissionais e utentes da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI)
  • A partir de fevereiro de 2021:
    • Pessoas de idade =50 anos, com pelo menos uma das seguintes patologias:
      • Insuficiência cardíaca
      • Doença coronária
      • Insuficiência renal (Taxa de Filtração Glomerular <60ml/min)
      • (DPOC) ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração

 

 

Fase 2 (a partir de abril de 2021):

 

  • Pessoas de idade =65 anos (que não tenham sido vacinadas previamente)
  • Pessoas entre os 50 e os 64 anos de idade, inclusive, com pelo menos uma das seguintes patologias:
    • Diabetes
    • Neoplasia maligna ativa
    • Doença renal crónica (Taxa de Filtração Glomerular > 60ml/min)
    • Insuficiência hepática
    • Hipertensão arterial
    • Obesidade
    • Outras patologias com menor prevalência que poderão ser definidas posteriormente, em função do conhecimento científico

 

 

Fase 3 (em data a determinar após a conclusão da segunda fase):

 

  • Toda a restante população elegível, que poderá ser igualmente priorizada.

 

Poderá obter mais informações em covid19.min-saude.pt/vacinacao.

 

 


 

 

Apoio ao Transporte em Táxi COVID-19

 

 

Apoio ao Transporte em Táxi COVID-19

 

Viaje para o centro de vacinação por 2 euros*

 

Reserve um serviço de táxi através do telefone 939 955 263

 

* Apoio exclusivo ao munícipe convocado para ser vacinado num dos centros de vacinação da cidade do Porto: será cobrado 2€ por percurso (ida e volta 4€), podendo fazer-se acompanhar por um familiar ou cuidador.

 

 


 

 

ADR Porto Ocidental

Área Dedicada para Doentes Respiratórios

 

Atendimento para avaliação e tratamento de doentes Covid-19:

 

Antes de se deslocar às instalações telefone sempre: 220 412 254

 

 


 

 

Linha COVID-19 exclusiva a utentes do ACeS Porto Ocidental

Telefone: 220 411 192

 

 


 

 

Linha de Apoio Psicológico ARS Norte

Telefone: 220 411 200

2ª a 6ª feira, dias úteis, das 08h00 às 20h00

 

A Linha de Apoio Psicológico ARS Norte, funciona de segunda a sexta-feira, dias úteis, entre as 8 e as 20horas, como uma resposta complementar a outras linhas telefónicas existentes, a nível local e a nível nacional.

 

O lançamento da Linha resulta da conjugação de sinergias e cooperação entre as estruturas diretivas e organizativas da ARS Norte, dos ACES, de ULS e da DICAD, com a adesão e envolvimento empenhado de dezenas de Psicólogos destes serviços e de outros que exercem em contexto hospitalar.

 

A Linha de Apoio Psicológico da ARS Norte tem como objetivo geral a promoção da saúde mental e a obtenção de ganhos em saúde, num momento de angústia e inquietação da nossa Comunidade.

 

Pretende-se disponibilizar cuidados psicológicos, criar um espaço de escuta ativa, de expressão emocional, facilitador de processos mais adaptativos; e ainda promover a resiliência psicológica e um maior bem-estar psíquico.

 

Deste modo contribuir-se-á para uma maior abrangência de ação, com vista à prossecução de objetivos fundamentais para a saúde mental das populações:

 

  • Lidar com a situação de crise de forma adequada, continuando a vida e o trabalho nas atuais condições adversas.
  • Prevenir e evitar o pânico, a agitação, a agressividade, os conflitos, a violência e a doença psicológica e de saúde mental.
  • Garantir o apoio psicológico em situações agudas, com a qualidade necessária.

 

A conceção da intervenção da Linha de Apoio Psicológico ARS Norte assenta em 3 pilares fundamentais, que estarão sempre presentes:

 

  • Aceitação incondicional do outro, respeitando o ritmo e a expressão livre das necessidades de quem procura o apoio, reforçando as vertentes da relação.
  • Escuta ativa e aconselhamento, integrando, se necessário, a disponibilização de informação adequada e adaptada aquele cidadão.
  • Em caso de necessidade, fruto da avaliação efetuada pelo Psicólogo, será assegurada a sinalização do utente, de modo a facilitar e agilizar o processo de encaminhamento e referenciação para os serviços regulares de saúde.

 

Destinatários

 

  • Profissionais da ARSN
  • População da Região Norte

 

 


 

 

Quando devo ficar em isolamento?

 

Deve ficar em isolamento se:

 

  • tiver tido contacto com um doente diagnosticado com COVID-19, e esta medida for determinada pela autoridade de saúde
  • tiver sido diagnosticado com COVID-19 e se o médico assistente que o avaliar disser que não precisa de internamento

 

Para ficar em isolamento é necessário que a autoridade de saúde preencha o formulário de “Certificação de Isolamento Profilático – Identificação de trabalhadores/alunos em situação de isolamento“.

 

 

Quem é a autoridade de saúde competente?

 

A autoridade de saúde competente para passar a “Certificação de Isolamento Profilático – Identificação de trabalhadores/alunos em situação de isolamento” é o médico de saúde pública, também conhecido como delegado de saúde.

 

 

Como é emitida a declaração da situação de isolamento preventivo?

 

A declaração é emitida pela autoridade de saúde local para o(s) trabalhador(es) que deva(m) ficar em isolamento preventivo. O modelo está disponível na Direção-Geral da Administração e do Emprego Público e no site da Direção-Geral da Saúde, e substitui o documento justificativo de ausência ao trabalho.

 

 

A declaração da autoridade de saúde é uma baixa médica?

 

A declaração que atesta a necessidade de isolamento substitui o documento justificativo da ausência ao trabalho para efeitos de justificação de faltas, bem como para eventual atribuição do subsídio por assistência a filho ou a neto.

 

 

Que cuidados devo ter durante o período de quarentena ou isolamento?

 

É essencial permanecer em casa durante o período total de quarentena ou isolamento, devendo ter em conta os seguintes cuidados:

 

  • permanência em casa: não deve haver deslocações para o trabalho, escola, espaços públicos ou outros locais sem que haja necessidade absoluta. Se necessário solicite ajuda ou realize pedidos por telefone
  • partilha de habitação com outras pessoas: se possível, as pessoas com quem vive devem ficar noutro alojamento. Esta medida é especialmente importante se se tratarem de pessoas mais velhas, com doenças crónicas ou vulneráveis. Caso não seja possível a alteração de habitação, devem ser tomadas as seguintes medidas:
    • deve permanecer separado das outras pessoas
    • só deve sair do quarto em situação de extrema necessidade e colocando uma máscara descartável
    • deve evitar utilizar espaços comuns com outras pessoas presentes, incluindo nos períodos de refeições
    • não deve partilhar a cama com outra pessoa se possível durma sozinho
    • deve utilizar uma casa de banho diferente dos restantes membros (se possível), assim como toalhas e outros utensílios de higiene
  • proteção de pessoas coabitantes e/ou cuidadores: caso necessite de cuidadores, deve limitar seu o número idealmente a um sendo que este não deve ser portador de doença crónica ou imunossupressão
  • visitas em casa: apenas deve frequentar a habitação quem coabitar com a pessoa em quarentena ou isolamento
  • lavagem regular das mãos: deve proceder à lavagem das mãos de forma regular ao longo do dia
  • evitar a partilha de alimentos e itens domésticos como telemóveis, copos ou toalhas
  • limpeza e desinfeção regular das superfícies mais usadas
  • cuidados a ter com os resíduos: todos os resíduos produzidos pela pessoa em quarentena ou isolamento devem ser colocados em local exclusivo
  • monitorização dos sintomas: a temperatura corporal deve ser avaliada e registada duas vezes por dia, mesmo que não tenha sintomas

 

 

Recomendações

 

COVID-19 Ligue ou envie e-mail antes de se dirigir à Unidade de Saúde

COVID-19 Na Unidade de Saúde avise à entrada se tem sintomas

 

COVID-19 Usar máscara

COVID-19 Espirrar Tossir para o braço

 

COVID-19 Lavar as mãos

COVID-19 Desinfetar as mãos

 

COVID-19 Manter o distanciamento de 2 metros

COVID-19 Cumprimentar mantendo o distânciamento

 

COVID-19 Não partilhar objetos nem comida

COVID-19 Evitar tocar em superfícies

 

COVID-19 Desinfete as mãos à entrada da Unidade de Saúde

COVID-19 Mantenha a máscara colocada durante a permanência na Unidade de Saúde

 

 

Linhas de Apoio

 

 

 

Informações

 

COVID-19 Saúde Escolar .com

Aplicação StayAway Covid

 

 

 

Notícias

 

2020/04/04

 

Rastreios Covid-19 nos Lares de Idosos da cidade do Porto, com a participação dos profissionais do ACeS Porto Ocidental.

 

Um orgulho de dedicação e empenho. Em três dias já rastrearam mais de 400 pessoas.

 

Grande Equipa! Estamos de Parabéns!

 

Veja a reportagem aqui.

 

 

 

 

Vídeos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recomendações de Atividade Física em situação de Isolamento Social