Pesquisa

Lentes de Contacto e Óculos. Conselhos

 

O olho é como uma câmara que capta imagens. Para que as imagens se percebam com nitidez, as lentes naturais do olho (córnea e o cristalino) devem focá-las sobre a retina. Quando este mecanismo não funciona corretamente, a visão fica desfocada.

 

As causas mais frequentes de visão desfocada são a miopia, a hipermetropia, o astigmatismo e a presbiopia.

 

Não são doenças, mas sim defeitos de visão ou erros de refração. Estes defeitos podem corrigir-se com a utilização de óculos ou lentes de contacto.

 

Se o defeito for pequeno, inferior a uma diopteria, o uso de óculos não é imprescindível.

 

As lentes de contacto são umas películas de plástico que se colocam sobre o olho para corrigir alguns problemas de visão.

 

Proporcionam um campo visual total sem interferência das armações. Os objetos são percecionados com o tamanho real, pelo que estão indicadas em pessoas que apresentam muita diferença de graduação entre um olho e outro. Não produzem distorções ao olhar para os lados. Também estão indicadas para a prática desportiva ou realização de atividades em que o uso de óculos seja incómodo. Podem ser usadas a partir dos 9 anos de idade. Há de dois tipos: as flexíveis e as rígidas.

 

O uso de lentes de contacto pode não estar indicado em pessoas com Diabetes mal controlada, problemas de tiróide, olhos secos, infeções oculares e grávidas.

 

Os óculos têm a seu favor a simplicidade e a segurança. Antes de escolher os seus óculos tenha em conta o tipo de lentes, o material da armação, etc.

 

Lentes de Contacto e Óculos. Conselhos

 

 

O que deve fazer?

 

A escolha das lentes ou dos óculos é uma questão de gosto, conveniência e comodidade.

 

Precauções com os óculos:

 

  • Procure não riscar nem sujar as lentes.
  • Siga os conselhos do seu optometrista relativamente ao uso que deve fazer deles: contínuo, para ler, conduzir, etc.

 

Precauções se usa lentes de contacto:

 

  • Lave bem as mãos antes de tocar nas lentes.
  • Devem ser retiradas e limpas de acordo com o que lhe indicar o oftalmologista. As lentes descartáveis não necessitam ser limpas, uma vez que cada lente é substituída por outra nova. De uma forma geral, substituem-se 1 a 2 vezes por semana; outras devem ser substituídas todos os dias.
  • Respeite as horas de uso e as datas de validade. O mau uso pode ser origem de outros problemas: alergias, úlceras corneanas ou infeções.
  • Se as coloca ou retira no lavatório, feche primeiro a tampa do mesmo.
  • Em geral, não use as lentes para dormir nem para nadar, pois poderiam lesionar a córnea ou infetar-se.
  • Não utilize líquidos de limpeza em mau estado.
  • Evite que a lente flexível se seque. Nunca as guarde no estojo sem o líquido de conservação.
  • Nunca use lentes danificadas; poderiam causar lesão aos seus olhos.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se nota uma alteração na sua acuidade visual.
  • Se sente prurido (comichão), lacrimejo, dor, visão de luzes, secreção ou vermelhidão, deve retirar as lentes. Se os sintomas não melhorarem em algumas horas, recorra ao seu médico.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.