Pesquisa

Perdas de urina na mulher

 

As perdas de urina (incontinência urinária) na mulher são um problema muito frequente, que deve ser investigado e que pode melhorar com tratamento correto e medidas higiénicas adequadas.

 

A incontinência urinária persistente pode ser de diferentes tipos.

 

A mais frequente é a de esforço, que aparece com a tosse, o espirrar ou o levantar de pesos. Na incontinência urinária de urgência a vontade de urinar aparece repentinamente e não se consegue reter a urina até que se chegue a uma casa-de-banho. Se ocorrerem sintomas de ambos os tipos ela é designada por incontinência urinária mista.

 

A incontinência urinária de esforço é devida à debilidade dos músculos em redor da bexiga: nestes casos o objetivo principal do tratamento é recuperar a força desses músculos pelo que estes devem ser exercitados.

 

A incontinência de urgência é devida a uma irritação crónica da bexiga: aqui o objetivo é re-educar o hábito de urinar.

 

Além destes existem outros fatores que agravam a incontinência. Assim é aconselhável eliminar ou controlar a obesidade, o tabagismo, a cafeína e o consumo de certos medicamentos.

 

Perdas de urina na mulher

Perdas de urina na mulher

 

 

O que deve fazer?

 

Fale com o seu médico acerca do seu problema, ele averiguará que tipo de incontinência tem.

 

A incontinência de esforço melhora com alguns exercícios:

 

  • Em primeiro lugar há que localizar os músculos que controlam a urina. Tente parar o jato urinário durante a micção sem usar os músculos das pernas ou das nádegas. Quando for capaz de o fazer terá localizado os músculos corretos.
  • Mantenha-os contraídos contando até 10, descanse 10 segundos e repita estes passos durante 10 vezes. Faça isto durante 3 a 4 vezes por dia e em diferentes posições.
  • Não desanime e não desista: por vezes os resultados demoram umas semanas a aparecer. Pense que, como todos os outros músculos, quanto mais os exercitar mais fortes eles serão. Tenha confiança em si mesma e acredite que irá atingir os seus objetivos.

 

A incontinência urinária de urgência requer a re-educação do hábito de urinar:

 

  • Urine a horas fixas: Comece por urinar hora a hora mesmo que não tenha vontade.
  • Se se mantiver seca pode aumentar o espaço de tempo sem urinar, de 15 em 15 minutos, até conseguir um intervalo em que se sinta cómoda.
  • Consuma uma quantidade de líquidos normal durante o dia (de 1,5 a 2 l) mas ingira menos líquidos durante as últimas horas do dia.

 

Se tiver excesso de peso será benéfico emagrecer.

 

Não fume.

 

Evite o café e bebidas com cafeína.

 

Informe o seu médico dos medicamentos que está a tomar.

 

Se sofrer de alguma doença crónica tente cumprir todas as recomendações e tomar a medicação necessária para a manter controlada.

 

Além destas medidas o seu médico poderá prescrever-lhe algum medicamento.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se aparecerem erupções ou comichão devidas ao contacto da urina com a pele.
  • Se notar um aumento do número de vezes que urina, se sentir dor ou comichão ou se a urina tiver mau cheiro ou for de cor vermelha.
  • Se descobrir alguma massa ou anormalidade nos seus genitais.
  • Se não tolerar a medicação.
  • Se o problema persistir apesar dos exercícios e do tratamento. Embora pouco frequente em algumas situações pode ser necessária uma cirurgia.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.