Pesquisa

Reabilitação dum Doente com Trombose

 

O Acidente Vascular Cerebral ocorre quando o sangue não chega a uma parte do cérebro devido a uma trombose, uma embolia, ou por um derrame dentro do cérebro. As funções do cérebro ficam afetadas e pode alterar-se a capacidade de pensar, entender, falar, mover ou sentir. No acidente vascular cerebral estas alterações aparecem de forma brusca e podem ir desde um problema leve e passageiro até uma situação grave. É sempre necessária uma intervenção médica de urgência.

 

A maioria das vezes, a situação torna-se estável em poucos dias. As deficiências podem melhorar por si só, ainda que, em alguns casos, as sequelas podem tornar o doente inválido.

 

Uma boa reabilitação permite melhorar as sequelas.

 

Reabilitação dum Doente com Trombose

 

 

O que deve fazer?

 

  • A reabilitação deve começar o mais rápido possível, assim que a crise estiver estabilizada.
  • A reabilitação implica a ação de diferentes profissionais. Para que tenha êxito é muito importante a sua colaboração e o apoio da família.
  • Existem 3 tipos de terapia:
    • Terapia física para voltar a andar, a sentar-se, deitar-se e a mudar de uma posição para outra. Ao princípio o fisioterapeuta vai ajudá-lo, movendo o seu corpo e ensinando-lhe exercícios. O uso repetido dos membros paralisados ajuda a que recuperem. Pratique em casa, com a ajuda de familiares, os exercícios que lhe propuserem.
    • Terapia da fala e da linguagem, para melhorar a maneira de falar, entender e escrever. Um profissional inicia-o numa série de exercícios que deve praticar. A base dos mesmos consiste em repetir palavras, seguir ordens, ler e escrever.
    • Terapia ocupacional, para voltar a aprender a comer, beber, engolir, vestir-se, tomar banho, cozinhar e manter o cuidado pessoal. Poderá ser necessária a ajuda de utensílios que tornam estas tarefas mais fáceis: por exemplo, talheres com cabos grandes, bengalas cujas extremidades possam agarrar coisas e aproximá-las, cadeiras com rodas, velcro em vez de botões, etc. Também podem ser necessárias mudanças no lar: elimine barreiras, coloque corrimãos, retire tapetes, proteja as esquinas dos móveis, adapte a casa de banho, convertendo-a num lugar mais cómodo e seguro.
  • O progresso da reabilitação varia de pessoa para pessoa. Para algumas, a recuperação termina em poucas semanas, enquanto que, para outras, pode durar meses ou anos. Mesmo neste caso dirija os seus esforços para ser mais autónomo e independente. Sentir-se-á melhor e melhorará a sua situação.

 

Reabilitação dum Doente com Trombose

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se sentir dor.
  • Se estiver desanimado ou incapaz de fazer os exercícios de reabilitação.
  • Se notar um agravamento em qualquer uma das suas faculdades.

 

Reabilitação dum Doente com Trombose

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.