Pesquisa

Segurança na Internet (para pais)

 

 

Na internet há muita informação útil, mas também há conteúdos sem nenhuma qualidade nem seriedade (pornográficos, violentos, fraudes, etc.).

 

Ao sair à rua, um jovem está exposto a riscos. No entanto, não os proibimos de sair à rua, mas ensinamos-lhes a não falar com estranhos, não aceitar prendas de desconhecidos, etc.

 

A melhor forma de proteger um jovem que navega na Internet é ensinar-lhe como atuar de forma correta numa situação delicada ou incómoda.

 

 

O que deve fazer?

 

  • Fale com o seu filho/a sobre as páginas que visita.
  • Negocie com ele quanto tempo pode estar conectado.
  • Fale pelo «chat» com o seu filho alguma vez.
  • Em casa pode usar programas de proteção que evitam o acesso a sites para adultos.
  • Ative a firewall do seu computador. Instale um antivírus que se atualize automaticamente ao conectar-se à Internet.
  • Deve saber que quando o link de uma página põe https em vez de http, é uma página «segura».
  • Sempre que seja possível, utilize um nome fictício para subscrever-se a listas de correios, serviços gratuitos ou quando preenche formulários pela Internet.
  • Melhor usar nicks «neutros» (como Neo ou Log, nada de Sandra, Ana ou o nome verdadeiro) e não dar pistas verdadeiras sobre idade ou sexo.
  • As passwords devem ser «boas», isto é:
    • Ter pelo menos 8 caracteres.
    • Não estar relacionada facilmente com a família. Não fazer parte de nenhum dicionário ou idioma. Isto é fácil se duplicar ou eliminar letras. Por exemplo «elfante» em vez de «elefante», etc.
  • Se alguém pergunta muita coisa sobre a nossa vida privada, o melhor é sair do chat.
  • Evite dar moradas, números de telefone, fotos ou qualquer outra informação que possa identificá-lo.
  • Corte o contacto se desconfia das «boas» intenções ou do equilíbrio mental da outra pessoa.
  • Se receber ou vir alguma coisa desagradável, não «investigue» por sua conta; é melhor que fale com alguém de confiança.
  • Evite os «sites de pagamentos» ou páginas que pedem o número do seu cartão de crédito. Podem tirar dinheiro da sua conta.
  • Evite os acessos proibidos a menores; podem ser desagradáveis.
  • Negocie com o seu filho que, se ele deseja conhecer pessoas com que se conectou na Internet, é necessário que tome certas precauções como:
    • Deve comentá-lo em casa.
    • Encontrar-se sempre em lugares públicos e ir acompanhado/a por um amigo. Mesmo que fale por chat com essa pessoa há muito tempo, trata-se de um encontro com alguém desconhecido.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.