Pesquisa

Vitíligo

 

O vitíligo é uma doença que provoca manchas brancas na pele, devido à falta da substância que dá cor à pele: a melanina. Os cabelos também podem tornar-se brancos.

 

Um terço dos doentes com vitíligo têm antecedentes familiares desta patologia. A etiologia não está completamente esclarecida. A evolução clínica é variável: as manchas podem aumentar, diminuir, desaparecer ou manter-se do mesmo tamanho. Muitas vezes a terapêutica não tem bons resultados.

 

Vitíligo

 

 

O que deve fazer?

 

  • Proteja as zonas de pele branca dos raios solares. A pele clara que não se bronzeia pode mais facilmente sofrer queimaduras. Para evitá-las:
    • Proteja com roupas leves ou chapéu as zonas afetadas.
    • Utilize protetor solar com fator de proteção de pelo menos 30, aplicando-o 30 minutos antes da exposição ao sol, a cada 2 horas e sempre que transpire muito ou tome banho.
    • Evite a exposição solar entre as 12 e as 16 h.
    • Não facilite, mesmo em dias nublados.
    • Os raios solares são refletidos pela água, areia e neve. Proteja-se mesmo quando estiver na água, sob o chapéu de sol ou na neve.
    • Se estiver em maiores altitudes (montanhas), tenha em conta que a intensidade dos raios solares é maior e a pele pode queimar em menos tempo.
    • Se quiser, pode usar maquilhagem para disfarçar as manchas. Há maquilhagens especiais que são eficazes e podem ser utilizadas por homens e mulheres. Também pode escurecê-la com autobronzeador, cujo efeito dura alguns dias.
  • Desconfie de tratamentos que prometem a recuperação total da cor. Lembre-se que o tratamento do vitíligo muitas vezes não tem bons resultados.
  • Se lhe aparecerem novas lesões, pense que nem todas as manchas brancas na pele são vitíligo.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • No início, quando aparecerem as primeiras manchas. Numa pequena percentagem de casos o vitíligo ocorre associado a outras patologias, sendo necessário excluí-las.
  • Se o vitíligo o afeta psicologicamente, deve tentar uma terapêutica farmacológica para recuperar a coloração da pele. Se as manchas forem muito extensas, a terapêutica pode dirigir-se ao branqueamento da pele restante.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.