Pesquisa

Verão

 

Verão. Cuidados a ter

 

 

Medidas a adotar na prevenção dos efeitos nocivos associados à exposição ao calor

 

Para a população em geral

 

  • Aumentar a ingestão de água ou sumos de fruta natural sem adição de açúcar;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Nos períodos de maior calor procurar permanecer em ambientes frescos;
  • Evitar, sempre que possível, atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente atividades desportivas e de lazer;
  • Evitar a exposição direta ao sol entre as 11 e as 17 horas;
  • Fora de casa, utilizar roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas, óculos com proteção contra radiação UVA e UVB e protetor solar com fator igual ou superior a 30;
  • Em praias e piscinas renovar a aplicação de protetor solar de 2 em 2 horas e após os banhos;
  • Os trabalhadores no exterior devem proteger-se de forma adequada, nomeadamente fazendo uma boa hidratação e pausas regulares em locais mais frescos;
  • Ao viajar de carro escolha as horas de menor calor. A permanência de pessoas dentro de viaturas expostas ao sol, especialmente se forem crianças, grávidas ou idosos, deve ser evitada.

 

Em situações específicas

 

As pessoas com 65 ou mais anos, uma vez que as pessoas idosas são particularmente vulneráveis. É importante que os familiares e vizinhos estejam atentos à necessidade de ingestão frequente de líquidos e de assegurar um ambiente fresco.

 

As pessoas com doença crónica, é o caso das pessoas com diabetes, doença cardíaca, vascular, respiratória, renal, mental e ainda das que tomam medicamentos que diminuem a sensação de calor ou provocam retenção de água ou de sal (anti hipertensores,  antidepressivos, anti psicóticos e medicamentos para a doença de Parkinson, entre outros).

 

Principais cuidados a ter:

 

  • Ter sempre água à disposição dos idosos e incentivar o seu consumo mesmo quando estes não têm sede;
  • Manter as pessoas idosas em ambientes frescos ou com ar condicionado;
  • Sempre que necessário procurar locais climatizados;
  • Evitar a exposição direta ao sol das pessoas idosas;
  • Promover o uso de roupas leves, soltas e de cor clara e a utilização de chapéu e protetor solar;
  • No período de maior calor promover um duche de água tépida;
  • Garantir que as refeições são mais leves e frescas e providenciar alimentos mais vezes ao dia;
  • Estabelecer contacto regular com os idosos para verificar a sua reação ao calor e manter sempre os funcionários atentos e disponíveis;
  • Usar menos roupa na cama, em especial pessoas com fraca mobilidade ou acamadas
  • Evitar a exposição dos Medicamentos a temperaturas elevadas;
  • Consultar o médico assistente em caso de doença crónica ou se estiverem a fazer uma dieta com pouco sal ou com restrição de líquidos.

 

Crianças nos primeiros anos de vida

 

Bebés e crianças pequenas são especialmente sensíveis aos efeitos do calor intenso e dependem dos adultos para se manterem seguros. Proteja-os do calor intenso!

 

Principais cuidados a ter:

 

  • Dar água com mais frequência e certificar-se de que bebe mais água do que o habitual;
  • Vestir a criança com roupas leves, soltas e de cor clara. Não esquecer o chapéu quando estiverem ao ar livre;
  • Evitar a exposição direta ao sol, especialmente entre as 11 e as 17 horas;
  • Manter as crianças em ambientes frescos ou com ar condicionado;
  • Aplicar protetor solar antes de sair de casa;
  • Nunca deixar o bebé/criança dentro de um carro estacionado ou outro local exposto ao sol, mesmo que por pouco tempo;
  • Consultar o médico se a criança tiver diarreia ou febre e ter especial cuidado com a hidratação;
  • Procurar assistência médica imediatamente sempre que identifique sinais de alerta como: suores intensos; fraqueza; pele fria, pegajosa e pálida; pulsação acelerada ou fraca; vómitos ou náuseas; desmaio.

 

Pessoas isoladas e em situação de carência económica e social

 

No que respeita a pessoas isoladas e em situação de carência económica e social que necessitem de apoio institucional ou de apoio de pessoas próximas, devem ser consideradas as recomendações gerais, sendo de destacar alguns cuidados específicos.

 

Principais cuidados a ter:

 

Contactar de forma periódica, verificando o estado de saúde das pessoas isoladas, em carência económica e social, frágeis ou com dependência.

 

  • Deverá ser realizado um contacto pelo menos duas vezes por dia
  • Informar sobre locais climatizados;
  • Informar sobre as condições climatéricas

 

Para mais informações consulte a área dedicada aos Efeitos do Calor na Saúde da DGS
ou ligue para a SNS 24 (808 24 24 24)

 

 

Outros conselhos

 

 

 

Cartazes

 

Regras de Segurança MATE

Mede as consequências

 

Beba Água

Mantenha-se em ambientes frescos

 

Proteja-se dos UV

Afogamento

 

Evite a exposição direta ao Sol

Mantenha-se hidratado e fresco

 

 

Vídeos