Pesquisa

Incontinência urinária

 

 

O que é?

 

Qualquer queixa de perda involuntária de urina.

 

 

Tipos de incontinência urinária

 

  • Incontinência urinária de esforço: a perda ocorre com o esforço físico, tosse, espirro ou riso.
  • Incontinência urinária de urgência: a perda é acompanhada, ou imediatamente precedida, de urgência urinária (desejo súbito e urgente de urinar).
  • Incontinência urinária mista: está presente sintomatologia compatível com ambos os tipos de incontinência.

 

 

Abordagem terapêutica

 

O tratamento inicial consiste em reabilitação dos músculos do pavimento pélvico e modifica-ção dos estilos de vida.

 

 

Reabilitação do pavimento pélvico

 

Consiste em exercícios para fortalecer os músculos que controlam a saída da urina.

 

 

Como localizar estes músculos?

 

Quando estiver a urinar, tente parar a urina sem usar os músculos das pernas, das nádegas ou da barriga.

 

Pode também apertar o esfíncter anal, como se tentasse impedir a saída de gases.

 

Quando for capaz de o fazer terá localizado os músculos corretos.

 

 

Exercícios diários

 

É importante que faça os exercícios na postura correta: sempre com as pernas afastadas à largura da anca e as costas direitas.

 

Contrair estes músculos com a força máxima e rapidez máxima que conseguir, mantendo con-traídos durante 5 segundos, depois relaxar durante 10 segundos.

 

Repetir estes passos 10 vezes, em cada posição:

 

Fazer estes exercícios todos os dias.

 

Em situações de urgência urinária:

 

  • suspender a atividade que está a fazer.
  • contrair os músculos do pavimento pélvico durante 5 seg ou até passar a vontade urgente.
  • de seguida ir à casa de banho.

 

 

Modificação dos estilos de vida

 

  • Redução de peso (se excesso de peso / obesidade).
  • Controlo da ingestão de líquidos (1.5L de água / dia, contando com ingestão de líquidos e alimentos).
  • Diminuição do consumo de cafeína e álcool (irritantes para a bexiga).
  • Medidas corretoras de obstipação.
  • Tratamento de patologias pulmonares.
  • Cessação tabágica.
  • Redução de esforços físicos intensos.

 

 

A sua equipa de saúde pode ajudar.

 

Fale do seu problema e tire todas as dúvidas!