Pesquisa

MIND

 

Mind

 

 

Projeto MIND - Implementação de intervenções não-farmacológicas na prevenção do declínio cognitivo.

 

 

Enquadramento

 

As demências são uma doença na qual os indivíduos têm perda das funções do seu cérebro, habitualmente da memória, mas também da sua autonomia para realizar tarefas do dia-a-dia. A demência é diagnosticada em aproximadamente 1 em cada 100 pessoas, com mais de 55 anos, em Portugal. Esta condição é antecedida habitualmente por um estadio chamado défice cognitivo ligeiro, no qual já existe alguma diminuição das funções do cérebro (habitualmente da memória), mas ainda sem diminuições da autonomia para a realização das tarefas do dia-a-dia. O défice cognitivo ligeiro evolui frequentemente para demência, de forma irreversível.

 

Neste momento, não existem ainda medicamentos que possam ser aplicados para impedir a evolução de défice cognitivo ligeiro para demência.  No entanto, já existe informação que mostra que algumas medidas não-farmacológicas, tais como como realizar exercícios de treino do nosso cérebro, praticar exercício físico e comer de forma mais saudável (comer muitas frutas e legumes, bem como pouca carne e gordura) são eficazes a prevenir a progressão de défice cognitivo ligeiro para demência.

 

O projeto MIND, é promovido pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Porto Ocidental (ACES-POc). O ACES-POc associou-se também a parceiros científicos - Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, bem como ao Centro Hospitalar do Porto e Centro Hospitalar Universitário S. João e a associações – Associação Beneficiência Familiar. Este projeto pretende disponibilizar aos utentes da zona do Porto Ocidental, de forma gratuita, intervenções que já se mostraram efetivas a prevenir a progressão do défice cognitivo ligeiro para demência.

 

 

Consultar brochura
Mind   Mind

 

 

Explicação do projeto

 

O presente projeto irá disponibilizar-lhe, de forma gratuita, as seguintes atividades, que já se mostraram efetivas a prevenir a progressão de défice cognitivo ligeiro para demência, durante 12 meses: a) treino cognitivo (2 vezes por semana, durante 1h cada sessão), b) exercício físico (duas vezes por semana, durante 1 hora cada sessão), c) promoção de alimentação saudável (uma vez por mês durante duas horas), d) adaptação à perda de função do cérebro (uma vez por mês durante uma hora). As atividades serão organizadas em dois dias por semana. Poderá escolher qual o local e horário que lhe for mais conveniente, de entre as possibilidades que lhe forem propostas por uma das enfermeiras coordenadoras do projeto, que falará consigo antes de lhe ser entregue o presente documento.

 

As sessões de treino cognitivo são realizadas em grupos de 8 a 10 pessoas, levadas a cabo por um enfermeiro e/ou psicólogo, que realizarão exercícios de treino do cérebro, utilizando um programa informático. Será fácil de utilizar este programa informático, mesmo que não esteja habituado a trabalhar com um computador. Se considerar difícil trabalhar no computador serão fornecidos exercícios que resolverá com papel e lápis. Um exemplo de um exercício que terá de realizar é identificar as formas geométricas de cor vermelha.

 

As sessões de exercício físico serão realizadas em grupos de 8 a 10 pessoas, dinamizadas por um especialista em exercício físico. Em todas as sessões estará presente também um enfermeiro para o ajudar caso tenha alguma tontura, quebra de tensão, baixa de açúcar ou outro problema de saúde. Os exercícios que vão ser realizados são adaptados à sua condição física, por isso nunca serão demasiado intensos. Um exemplo de exercício que terá de realizar será caminhar em passo rápido ao longo da sala segurando numa bola de borracha, com pouco peso.

 

As sessões de promoção da alimentação saudável serão realizadas em grupos de 8 a 10 pessoas, dinamizadas por um nutricionista. Poderá trazer para esta sessão um acompanhante (marido/esposa, filho/filha, outro familiar ou amigo). Em todas as sessões estará um enfermeiro, que habitualmente o acompanha nas atividades de treino cognitivo e exercício físico, que o ajudará a esclarecer qualquer dúvida que tenha. Nestas sessões, será apresentada uma receita que depois será convidado a reproduzir, numa cantina em que terá uma área de trabalho parecida com a cozinha da sua casa. As sessões são realizadas da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto.

 

As sessões de adaptação à perda de função do cérebro serão realizadas em grupos de 8 a 10 pessoas, dinamizadas por um enfermeiro. Nesta sessão serão apresentadas técnicas que poderá utilizar no seu dia-a-dia para lidar com a sua perda de funções do cérebro, nomeadamente perdas de memória. Por exemplo, será apresentado como poderá utilizar apontamentos simples em um bloco de papel, para ultrapassar as perdas de memória.

 

Todas as sessões são gratuitas.

 

Para a equipa que irá implementar as atividades que lhe apresentamos, é importante colocarmos algumas questões e realizar alguns testes simples. Estes testes podem ser realizados hoje ou em outro dia que lhe seja conveniente, ao qual vamos chamar avaliação inicial. Esta avaliação irá ter a duração de cerca de uma hora e meia e está dividida em três partes. Na 1ª parte, um enfermeiro irá medir a sua pressão arterial, bem como a sua qualidade de vida e grau de autonomia para a realização de tarefas do dia-a-dia, utilizando escalas com perguntas de fácil resposta. Na 2ª parte, um especialista em exercício físico vai-lhe pedir para fazer pequenos exercícios para avaliar a sua preparação física. Na 3ª fase, um psicólogo irá fazer-lhe algumas perguntas para perceber se tem perda de alguma função do seu cérebro, por exemplo da memória.

 

Após a avaliação inicial será avaliado por um médico que irá perceber se ouve de forma adequada. Iremos propor-lhe uma consulta de especialidade de otorrinolaringologia, gratuita, caso não ouça adequadamente.

 

No início do projeto e ao fim de seis meses vai ser convidado a participar numa consulta com um nutricionista, para que ele o possa pesar e medir. Será também medida a quantidade de músculo e gordura que o seu corpo tem. O nutricionista irá ajudá-lo a definir alterações da sua alimentação que lhe permitirão comer de forma mais saudável.

 

Em todas as sessões de exercício físico iremos medir o seu divertimento e, em todas as sessões de treino cognitivo vamos analisar as respostas que der aos exercícios que lhe formos propondo. Esta informação irá ajudar-nos a adaptar as sessões às suas necessidades.

 

Todos os meses iremos medir a sua pressão arterial. A cada três meses, iremos medir também a sua qualidade de vida e autonomia para a realização de tarefas do dia-a-dia através de perguntas simples, colocadas por um enfermeiro. A cada três meses, um nutricionista irá medir o seu perímetro abdominal e o seu peso.

 

Todas as avaliações que fez na avaliação inicial serão repetidas ao fim de 12 meses de implementação deste projeto, para percebermos a sua evolução ao longo do tempo.

 

 

COMO PARTICIPAR

 

Se tem menos de 80 anos e queixas de perda de memória fale com o seu Médico de Família e discuta a sua referenciação para o projeto MIND.

 

 

Coordenação do Projeto

 

 

 

Locais que se encontram a admitir utentes. Inscreva-se!

 

  • UCC Cuidar | Telm. 926 696 421 (dias úteis das 9h00 às 16h00)

 

 

 

Locais que irão admitir utentes em breve:

 

 

 

Atividades