Pesquisa

"Moscas Volantes"

 

As moscas volantes são pontos pequenos que muitas pessoas veem nos seus campos visuais. Podem ter a forma de bichos, estrelas ou fios. Movem-se quando se tenta observá-las e distinguem-se melhor quando contra uma luz brilhante ou parede branca. As moscas volantes formam-se no humor vítreo.

 

O humor vítreo é um líquido gelatinoso e transparente que preenche a câmara posterior do olho. Apesar de parecerem estar à frente dos olhos as moscas volantes, na realidade, flutuam no seu interior.

 

A aparição súbita de moscas volantes pode ser motivo de inquietação, mas de uma forma geral não indicam problemas sérios. As moscas volantes aumentam com a idade e com a miopia. Os traumatismos oculares ou as inflamações dos olhos são responsáveis por outros casos de moscas volantes.

 

Raramente estão relacionadas com problemas importantes, como descolamento ou hemorragias no vítreo que poderiam conduzir, na ausência de tratamento adequado, a um descolamento da retina.

 

'Moscas Volantes'

 

 

O que deve fazer?

 

  • Não se preocupe. A maioria das moscas volantes não requer nenhum tipo de tratamento.
  • Se interferem com a leitura ou com a sua atividade diária, procure olhar para cima e para baixo para desviar a mosca volante.

 

 

Quando consultar o seu médico de família?

 

  • Se as moscas volantes persistirem, sem sintomas acompanhantes, por mais de 6 meses.
  • Recorra ao seu médico com carácter de urgência se:
    • Começar a ver de repente flashes luminosos, novas moscas volantes, ou uma chuva de pontos negros. Podem ser um sintoma de que haja um descolamento do vítreo ou da retina.
    • Se a visão parece turva ou distorcida.
    • Se tiver perda da visão periférica.

 

 

Excerto do Guia Prático de Saúde - da semFYC (Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria)

Traduzido e adaptado pela APMGF (Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar), julho 2013.